segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Desvios da Mente Humana I

Desvios da Mente Humana I

No filme “A Fraude”, com Ewan McGregor, existe um diálogo em que uma pessoa comenta sobre as crenças dos nativos americanos, que acreditavam que tudo é interligado. O outro responde questionando o resultado que isso trouxe para os nativos. Nesse ponto é preciso ver pelo menos um fato. Os nativos ganhavam dos brancos cobertores infectados com varíola! Esta foi uma das inúmeras formas de cometer o genocídio dos nativos americanos como também por todo o mundo. Quantos índios existiam no Brasil em 1500 e quantos temos hoje?

A resposta que o outro deu é típica dos ocidentais. Qual o resultado? Quanto dá para ganhar nisso? Qual a vantagem que eu levo? A medida de tudo é o resultado financeiro. Quanto se ganha de dinheiro e poder.

O problema é que ganhar dinheiro sem levar em consideração a visão de mundo dos nativos americanos, que por sinal é a mesma da Mecânica Quântica, é uma questão muito complicada. E quando se ganha também não dura. Chamam isso de oscilação de mercado.

O que normalmente não se pensa é em que crenças a pessoa acredita que a levaram à esta situação. A própria pessoa criou o problema. E a própria pessoa pode resolver o problema. Basta que entenda isso. Que entenda que tudo está conectado. Que tudo é uma coisa só.

Pois é. Só que é exatamente a crença contrária, de que nada está interconectado a nada, que causa todos os problemas e sofrimentos sem fim, que a humanidade experimenta desde que surgiu. E que continuarão por um bom tempo até que a humanidade aceite isso. 

Quando se cria uma situação em que a pessoa tem que faturar tanto por mês de qualquer jeito. Haja o que houver. Custe o que custar. Temos um problema sério. Muito sério. Criar necessidades e despesas em que se tem de ganhar todo mês independente do que aconteça no mundo é pura ilusão. E uma ilusão que custa muito caro. Esse é um pensamento linear. Todo mês tenho de ganhar independentemente da sazonalidade. Isto é, cada mês é diferente do anterior. Existem férias, Natal, Carnaval, feriados, etc. E as questões de uma visão de mundo sobre a economia que é o contrário do que John Nash provou que funciona. Portanto, estamos num mundo em que a economia, por exemplo, não tem como funcionar. Mas, é a visão de mundo da totalidade dos humanos. Praticamente.

Quando profissionais liberais, corretores de imóveis, vendedores, corretores de seguros, etc. ficam desesperados porque não vendem é porque existe um problema sério de sistema de crenças. Quando a realidade não é igual ao que se pensa que é, o problema aparecerá mais cedo ou mais tarde. Inevitável. A realidade é que deve comandar nossa vida. Não o que queremos que seja. Existe uma realidade última. Nós criamos a nossa realidade dentro desta realidade última. Todos estão dentro de um gigantesco organismo. Por isso todos estão interconectados. Todos fazem parte deste gigantesco organismo. Impossível fugir desta realidade. Logo, devemos conduzir os negócios, como todo o resto, de acordo com esta realidade. Quando se tenta fazer o contrário não se tem resultados duráveis.

É preciso viver de acordo com a Realidade Última. Isso é imperativo. Não há como escapar. Para se ter sucesso é preciso viver em fluxo com a Realidade Última. Se entrarmos em fluxo com Ela tudo se ajeitará no devido tempo. Depois que se cria o problema é preciso um tempo para resolver. Estamos numa dimensão em que a energia vibra lentamente. Por isso leva um tempo para arrumar as coisas.

Quando se fala de sistema de crenças pode ser que algumas pessoas pensem em religião. Não é isto que estou falando. Crença é tudo que a pessoa acredita. É essa crença geral que cria a realidade da pessoa. Consciente e inconscientemente. Vejamos alguns exemplos:

Para que time de futebol você torce? Isso é uma crença.

Como fazer um churrasco? Isso é uma crença.

Como comprar um carro? Isso é uma crença.

Como gasto o meu dinheiro? Isso é uma crença.

Como conduzir numa estrada? Isso é uma crença.

Que carro quero ter? Isso é uma crença.

O que acho das mulheres? Isso é uma crença.

Como me refiro à elas quando converso com outros homens? Isso é uma crença.

Como trabalho na minha profissão? Isso é uma crença.

Que tipo de alimento como? Isso é uma crença.

O que acho da Mutilação Genital Feminina? Isso é uma crença.

O que acho sobre as fábricas de roupas com trabalhadores escravos? Isso é uma crença.

O que acho sobre as escravas sexuais na Estrada E-55? Isso é uma crença.

Como gasto o que ganho? Isso é uma crença.

Qual roupa que uso? Isso é uma crença.

Em que casa moro? Isso é uma crença.

Por que faço dívidas? Isso é uma crença.

Como trato meus filhos? Isso é uma crença.

O que acho sobre os Sacrifícios Humanos? Isso é uma crença.

Etc.

Tudo que a pessoa faz na vida está debaixo de um sistema de crenças. E tudo isso depende da pessoa acreditar (crença) que tudo está interconectado ou não. Essa é a questão fundamental da existência. Tudo o mais depende disto. 

Portanto, todo desespero por não vender, não ganhar o que quer, não ter o que quer, não levará à nada construtivo. Só aumentará o problema. Quanto mais pressão se colocar menor o resultado. A primeira coisa é parar de por pressão (ansiedade). Isso é um sentimento interno. Não estou falando de pressão sobre um cliente que está defronte da vitrine da sapataria. É lógico que pressiona-lo só irá afugenta-lo. Supõe-se que os vendedores de sapatos já entenderam isso! O que estou falando é sobre a sensação interna na mente de que “tenho de vender”, “tenho de ganhar”, etc. Essa sensação é uma crença. A própria pessoa criou essa “necessidade” de “ter de ganhar”. Isso não existe na Realidade Última. Isso é uma criação da pessoa. E a pessoa pode resolver isso conjuntamente com a Realidade Última. A pessoa nunca está só. A ajuda está pronta o tempo todo, mas não se pode pedir ajuda para fazer o que nós queremos. Quero ajuda, mas tem de ser do meu jeito! Quero ajuda, mas tenho de vender isso e aquilo! Quero ajuda, para ter isso ou aquilo! E assim por diante! A pessoa quer ajuda para continuar agindo como se a Realidade Última não existisse!!!

Isso não funciona. Sinto muito. O universo não é assim. Isso é um fato. Quer a pessoa aceite ou não. É preciso viver com os fatos. Com a Realidade Última.

O primeiro passo na solução dos problemas é aceitar a Realidade Última. Em seguida dar tempo ao tempo para que a solução apareça. Baixar a ansiedade e a pressão. Mudar as crenças. Ter paciência. Fazer os ajustes que se fizerem necessários. Sem reclamar, sem xingar, sem maldizer, sem praguejar, etc. Assim que as oportunidades de trabalho e estudo aparecerem fazer tudo que é necessário para resolver os problemas. No devido tempo tudo será resolvido. De acordo com a vontade da Realidade Última. Isso é imperativo que se aceite. Caso contrário voltamos ao início.

Essa mudança de mentalidade (crenças) é possível em pouco tempo? É.

Isso em psicologia se chama catarse. Uma profunda transformação pessoal. Alcançar um novo patamar de entendimento da realidade. Normalmente isso acontece quando a pessoa passa por tragédias, perdas, mortes, falência, guerra, etc. Não há necessidade de passar por tudo isso para ter a catarse. Ela pode ser feita com um mínimo de desconforto se a pessoa aceitar mudar. Se deixar o ego de lado e aceitar a Realidade Última. O ego são os interesses particulares que criaram todos os problemas. Se a pessoa deixa-lo de lado e aceitar o comando da Realidade Última tudo estará resolvido. No devido tempo.

Isso implica às vezes grandes mudanças na vida da pessoa. É inevitável. Num mundo em que não se aceita a Realidade Última quem aceita só pode ter oposição dos demais. É lógico e inevitável. Quem mudou realmente não deve resmungar, reclamar, xingar, etc. É assim mesmo que este mundo é. Até que ele mude. E para que ele mude é preciso que um número mínimo de pessoas passem pela catarse e aceitem a Realidade Última.

Ou você faz parte da solução ou do problema. Está trabalhando para a solução ou para manter o problema (status quo). Essa é a grande decisão que a pessoa tem de tomar. Existe um preço a pagar num mundo como este. Ninguém evolui realmente sem ter oposição neste planeta. Quer um exemplo? Quem evoluiu só fará negócios que beneficiem a todas as partes e não prejudique ninguém. Entendeu o que significa isso?

Só por isso você já pode imaginar o tamanho do trabalho que temos pela frente neste planeta. 

Mãos à obra!

Hélio Couto

Direitos Autorais:
Copyright © Hélio Couto. Todos os direitos reservados.
Você pode copiar e redistribuir este material contanto que não o altere de nenhuma forma, que o conteúdo permaneça completo e inclua esta nota de direito e o link: www.heliocouto.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário


Videos editados I


Ninguém está autorizado a editar meus vídeos e fazer montagens, cortes, adições ou qualquer outra manipulação com as imagens das palestras.

Somente com autorização por escrito alguém pode usar minhas imagens.

Isso já foi dito na palestra passada e já postei sobre isso.

Quem está fazendo isso está prejudicando o trabalho.

Existe uma estratégia de divulgação feita por mim e que está sendo seguida à risca.

Todos os vídeos editados por outras pessoas devem ser tirados de qualquer mídia em que estiverem.

Postagens populares

Marcadores