sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Dívidas I



Dívidas I

Temos recebido nas consultas várias pessoas e famílias extremamente endividadas.

Este é um sinal claríssimo de auto-sabotagem. Essa é uma das formas mais eficientes de destruir qualquer possibilidade de progresso futuro. Dificilmente alguém consegue escapar de uma situação destas. Por quê?

Primeiro porque nunca deveria ter entrado nessa situação se entendesse como funciona a prosperidade financeira e segundo, por que quando está nessa situação só consegue pensar em dívidas, problemas e etc..

Quem estuda Mecânica Quântica sabe que o Colapso da Função de Onda rege a realidade da pessoa. Tudo que se pensa e sente é criado na realidade da pessoa mais cedo ou mais tarde. Quando a pessoa está endividada só pensa em pagar as dívidas é lógico e quando só pensa em dívidas o que acontece? Mais dívidas!

A pessoa quer ganhar dinheiro para pagar as dívidas e mais divida aparece. Tudo em que se põe o foco aumenta. A outra forma de explicar isso, chama-se eletromagnetismo. Portanto, pensar em divida para pagar dívida só aumenta a dívida. É preciso pensar em ganhar dinheiro por ganhar dinheiro. Ai sim, o dinheiro começa a vir na hora certa. Não é pensar em dinheiro para pagar dívida. Isso não funciona. Só aumentará a dívida.

A questão é que quando a pessoa chegou num ponto em que só pensa no problema, o problema aumenta sem parar. Se entrou nessa situação é porque cometeu sérios erros de avaliação sobre a realidade. Se a pessoa entendesse como funciona o universo não teria entrado nessa.

Vejamos um caso de uma pessoa que está progredindo sem parar, ganhando dinheiro sem parar e tudo vai bem. Tudo indica que essa prosperidade será contínua. Então num determinado momento a pessoa começa a pensar que aquela prosperidade não continuará para sempre! Que algo acontecerá algo que estragará tudo! E assim por diante. Como se não fosse normal ser próspero! Com sentimento de culpa de ter e os outros não terem, sejam parentes ou não. Com sentimentos de desvalia ou desmerecimento. Toda a programação negativa que receberam vem à tona e a auto-sabotagem acontece imediatamente. Começa a perder dinheiro, a ter problemas e daqui a pouco começa o endividamento. A pessoa não percebe que entrou numa perda de prosperidade, que ela mesma criou. Por que se a pessoa não entende que ela criou a prosperidade como entenderá que também criou a carência? E sendo assim nem percebe todos os sentimentos de desvalia que paralisam a prosperidade e invertem a curva de crescimento. E quando a curva se volta para baixo é muito difícil de inverter até que chegue ao fundo do poço. Isso por que a pessoa não entende o que está criando e nem acredita nisso. Só quando já se vê praticamente falida é que começa a desconfiar que tem algo errado! Lembrem-se que crédito é dívida.

Quando o endividamento começa a primeira atitude seria se desfazer de algum patrimônio (vender) e quitar as dívidas imediatamente. Cortar na raiz o problema e nunca começar a girar a dívida com outras dívidas. O que acontece normalmente. E isso porque a auto-ilusão entra em cena imediatamente. A pessoa pensa que as coisas irão melhorar! Os clientes irão aparecer! Etc.. Pura ilusão. A pessoa pensa que é pelo pensamento que se cria a realidade e está errada. O pensamento dá forma no que se quer, mas o que cria é o sentimento. E qual sentimento a pessoa está tendo? Carência, falta, desvalia, desmerecimento, culpa, etc.. Enquanto esses sentimentos não forem afastados e voltarem os sentimentos de alegria, prosperidade, crescimento, evolução, etc. a prosperidade não volta. É o mesmo tipo de atitude do viciado em jogo, por exemplo. Entra num círculo vicioso com perdas crescentes, mas continua achando que irá ganhar na próxima vez. Todo cassino vive deste tipo de pensamento. E as pessoas fazem isso em todas as áreas da vida. Na próxima vez dá certo! Isso é puro auto-engano. Só dará certo se o erro for evitado novamente. Se começar a fazer certo é que dará certo. Se entender como a vida funciona. Sem corrigir os pensamentos e sentimentos não há a menor chance de dar certo e de sair desta situação.

Toda ansiedade tem de ser contida, todo desespero tem de parar, toda conversa sobre problemas e dívidas tem de parar; deve-se pensar em prosperidade continuamente e sentir prosperidade continuamente para que venha a prosperidade.

Lembrem-se do versículo que diz: “tudo que pedirem, crendo que receberam, receberão”? O verbo “receberam” está no passado e o verbo “receberão” está no futuro! É assim que funciona! Você pede e sente que já recebeu (100% de sentimento de que recebeu), então receberá no futuro. Como sempre digo: se abrir a porta da garagem para ver se o carro já está lá, o carro não estará. É o sentimento que cria o carro. Se duvidar disso o carro desaparece. E tem de começar a criar isso tudo de novo. Essa regra foi dita a dois mil anos, mas ainda não foi entendida.

Hélio Couto
Vídeos: www.cursosheliocouto.com.br
Site: www.heliocouto.com

Direitos Autorais:
Copyright © Hélio Couto. Todos os direitos reservados.
Você pode copiar e redistribuir este material contanto que não o altere de nenhuma forma, que o conteúdo permaneça completo e inclua esta nota de direito e o link: www.heliocouto.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Videos editados I


Ninguém está autorizado a editar meus vídeos e fazer montagens, cortes, adições ou qualquer outra manipulação com as imagens das palestras.

Somente com autorização por escrito alguém pode usar minhas imagens.

Isso já foi dito na palestra passada e já postei sobre isso.

Quem está fazendo isso está prejudicando o trabalho.

Existe uma estratégia de divulgação feita por mim e que está sendo seguida à risca.

Todos os vídeos editados por outras pessoas devem ser tirados de qualquer mídia em que estiverem.

Postagens populares

Marcadores