Translate

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Magnetismo



Magnetismo 

A revista Scientific American na sua edição especial “Fronteiras da Física 1”, de outubro de 2012, traz a matéria: “A saga dos dissidentes quânticos”, de Olival Freire Jr.. Sugiro a leitura de toda a revista, no entanto tem uma coisa muito interessante neste artigo. O físico John Bell desenvolveu uma prova matemática mostrando que a teoria quântica só pode ser compatível com teorias que tenham a não-localidade como premissa.

O físico Alain Aspect fez os experimentos que provaram a não-localidade do emaranhamento quântico. Num encontro entre os dois para discutirem os experimentos, a primeira pergunta de Bell à Aspect foi: “você tem um emprego permanente?”. Essa é a questão principal quando se faz ciência. Só se pode fazer ciência quando se tem um emprego permanente! Quando se é concursado, como se fala no Brasil. Do contrário, se falar algo que a maioria não aceita perderá o emprego. E vocês já sabem que tentar convencer alguém de algo, cujo emprego depende desta pessoa não ser convencida, é uma missão impossível.

Vejamos a zona de conforto na ciência. Você é um jovem estudante e está tendo aulas de física na faculdade. Pela sua experiência prática sabe que o que o professor está falando não é verdade. O que você faz? Fica quieto só para terminar o curso e conseguir o diploma? Continua quieto depois de formado, trabalhando e fingindo que aquilo que aprendeu é verdade? Para ganhar um salário? E sua honestidade científica fica como? Esse é o ponto. Se os estudantes protestassem na hora que estão tendo a aula e discutissem com o professor, a verdade apareceria. Mas, isso traz problemas! É melhor não falar nada! Tudo que for polêmico, isto é, que a maioria não aceita é jogado para “debaixo do tapete”. E isso na ciência! É por isso que todos usam celulares, mas não querem ouvir falar de ondas! Fazer ciência deveria ser “entrar na toca do coelho e ir até onde for”. 

O que o experimento mostrar deve ser aceito e refazer toda a teoria, seja ela qual for. Seja qual for a visão de mundo que está por traz. A questão sempre é o que significa o experimento, senão seremos usuários de celulares! A não-localidade é um fato. A comunicação entre os pares emaranhados foi mais veloz que a luz. E neste universo local não é possível existir algo mais veloz que a luz. Isso significa que tem de haver outra dimensão da realidade, uma realidade não-local, em que a informação trafega muito mais rápido que a luz. Porém, os defensores do “este-mundo-é-tudo-que-existe” teimam em ignorar essa realidade.

E o caso dos dois físicos que fizeram a pesquisa sobre Visão Remota? Como fica? Onde entra na Física? O assunto é totalmente ignorado pela ciência. No caso do magnetismo temos a mesma situação. Tudo é energia. Ela pode ser polarizada negativa ou positivamente. 

Muitos clientes com problemas terríveis de saúde e na empresa relatam que de uma hora pra outra começaram a passar mal ou tudo passou a dar errado. Como vivem num paradigma materialista nem imaginam que exista um problema de energia. Estão polarizados negativamente e nem imaginam. Isso é o que se chama magia negra. Dizem que nunca pensaram que isso é possível. Quando se fala em emaranhamento quântico esta se falando de que? Será que as coisas estão tão separadas em diversas caixinhas, que praticamente ninguém junta as peças? Física e negócios são a mesma coisa! Tudo está inter-relacionado. E todas as dimensões também. Tudo é uma coisa só! 

Quando se fala de Ressonância Harmônica para essas pessoas elas ficam perplexas e não acreditam. Acham que é ficção científica. E notem que essas pessoas normalmente são diretores de grandes empresas, com extensa formação intelectual. E não conseguem perceber que a própria energia está polarizada negativamente. Mas, sentem que o televisor queima, o chuveiro queima, o liquidificador queima, o carro não pega, tem acidentes, estão doentes, tem problemas no emprego, etc.. Acham que isso é o que? Azar? Não existe azar nem sorte. Somente eletro-magnetismo. Todos temos um campo eletromagnético. Tudo que se emana volta para nós. Sentimentos e pensamentos. Conscientes e inconscientes. Mudando-se a energia de negativo para positivo tudo volta ao normal. Quanto sofrimento poderia ser evitado se entendessem isso! 

Em outro artigo da mesma edição temos: “Informação no Universo Holográfico”, de Jacob D. Bekenstein. Ressaltamos o seguinte: “De fato, uma tendência atual iniciada por John A. Wheller, da Princeton University, é olhar o mundo físico como composto de informação, onde a energia e a matéria são incidentais”. Pouco a pouco nas revistas científicas vai aparecendo uma matéria ou outra sobre informação. Tudo que existe no Universo é informação. Acontece que a informação é consciente, já que tudo no Universo tem consciência. Portanto, autoconsciência é uma questão de quantidade e complexidade de informação. O autoconsciente é auto-informado. Aumenta-se a consciência com mais informação. Energia é informação. É a mesma coisa. Como energia nunca se perde, com a informação acontece o mesmo. A informação é intrínseca à energia. É a mesma coisa. Uma moeda tem cara e coroa. Pode-se dizer que a moeda é só cara? Ou só coroa? Claro que não. Ela é as duas coisas. São duas faces da mesma moeda. O mesmo com energia e informação. Portanto, toda a informação de tudo que existe, existiu e existirá em todas as dimensões continua existindo. 

Todo pensamento e sentimento é informação. Todo ser é informação. Literalmente tudo é informação. O continuum espaço/tempo é informação. Em vista disto, está claro que a polaridade negativa ou positiva de algo também é informação? Que com a informação é possível mudar a polaridade de uma coisa, um ambiente, uma pessoa, etc.? Que com a informação é possível mudar tudo? Que tudo poder ser resolvido com informação? Que o BigBang é informação? Que portais interdimensionais são informação codificada em termos de frequências? Etc. ad infinitum.

Hélio Couto

Nenhum comentário:

Postar um comentário


ATENÇÃO

Videos editados I

Ninguém está autorizado a editar meus vídeos e fazer montagens, cortes, adições ou qualquer outra manipulação com as imagens das palestras.

Somente com autorização por escrito alguém pode usar minhas imagens.

Isso já foi dito na palestra passada e já postei sobre isso.

Quem está fazendo isso está prejudicando o trabalho.

Existe uma estratégia de divulgação feita por mim e que está sendo seguida à risca.

Todos os vídeos editados por outras pessoas devem ser tirados de qualquer mídia em que estiverem.

Postagens populares

Marcadores

mecânica quântica (134) crenças (87) prosperidade (49) como criar prosperidade (43) auto-sabotagem (26) consciência (25) centelha divina (24) arquétipos (22) resistência ao crescimento (22) ego (21) canalização (20) dinheiro (19) sistema de crenças (19) crenças que criam prosperidade (17) dívidas (17) co-criador consciente (16) igreja cristã de aton (16) aurora dourada de uma nova era (15) 2012 (14) depois de 2012 (14) realidade última (14) economia (13) mandala do lírio (12) relacionamentos afetivos (12) expansão de consciência (11) experimentos da mecânica quântica (11) iluminação espiritual (11) 21 de dezembro de 2012 (10) a verdade e a liberdade do lírio (10) extraterrestres (10) gerenciamento quântico (10) revolucionário quântico (10) Deus (9) Leitura (9) colapso da função de onda (9) espiritualidade (9) negócios quânticos (9) protocolo de relacionamentos (9) zona de conforto (9) a teoria do caos (8) poder divino criativo (8) somatização (8) O amor do lírio (7) a bioquímica do amor (7) catarse (7) ciência e espiritualidade (7) cérebro reptiliano (7) o equilíbrio de nash (7) transferência de consciência (7) ansiedade (6) preconceitos (6) tabus (6) efeito zenão (5) experimento da fenda dupla (5) líria (5) medo (5) o mestre (5) outras dimensões (5) a evolução do processo da rh (4) eletro-magnetismo (4) fenda dupla (4) magia (4) protocolo (4) vida após a morte (4) agenda reptiliana (3) as chaves de nefertiti (3) as máscaras de Deus (3) atendimento (3) contabilidade cósmica (3) educação (3) energia sexual (3) estado de consciência (3) eu sou (3) manifesto quântico (3) pnl (3) suicídio (3) traumas (3) vácuo quântico (3) yin yang (3) a criança índigo (2) arqueologia secreta (2) causa e efeito (2) depressão (2) nefertiti (2) osho (2) princípio da incerteza (2) mensagem de Líria (1) mensagem do pai (1) realidades paralelas (1)