terça-feira, 19 de março de 2019

Assentamento Consciencial


Assentamento Consciencial

Hannah Arendt escreveu sobre a banalidade do mal. O que ela quis dizer é que o mal é considerado como algo banal. Sem maior importância e consequência. O filme sobre sua vida é extremamente instrutivo sobre a consciência humana. 

Para se entender a profundidade do que ela disse é preciso entender como é a realidade do universo. A realidade é a consciência. Tudo que existe tem como fundamento último a consciência. Tudo é consciência e tudo tem consciência. Nos mais variados graus. Desde a mínima autoconsciência até a consciência do Todo. Não há nada fora desta única consciência. A consciência permeia toda a realidade. E existe um campo eletromagnético que atrai tudo que a consciência tem como conteúdo. Inevitavelmente. Em todas as dimensões da realidade. Sem importar o tempo passado, presente ou futuro. O tempo é irrelevante. 

O problema de ver o mal como banal é que atrairemos esta mesma situação para nós mais cedo ou mais tarde. A consciência de cada ser cria a realidade deste ser. A consciência é a realidade. Este é um fato. Se a pessoa entende isso ou não é irrelevante. Na prática da vida diária ela pode comprovar isso. Todos os dias e todos os instantes. Basta por um conteúdo na consciência que ele se tornará realidade. Se não quiser que isso vire realidade basta dizer mentalmente “cancelado” e trocar para outro tipo de pensamento/sentimento. Tudo que sentimos será trazido para a realidade diária, mas cedo ou mais tarde. O tempo não importa. Lembremos disto ou não. 


Todo ser autoconsciente pode decidir o que quer ter na sua consciência. Para isso ele pode analisar o que pensa e sente. Isso é ser autoconsciente. Ser capaz de avaliar o que está pensando e sentindo. E mudar isso para que seja melhor para si mesmo. E pelos resultados práticos a pessoa pode ter certeza de tudo que está sendo dito aqui.


Vejamos um exemplo. Uma pessoa trabalha e ganha. Só que por mais que ganhe sempre está na fronteira da sobrevivência. Só tem dinheiro para sobreviver. A vida inteira isso acontece e a pessoa não entende o que está errado. Geralmente a pessoa pensa que o problema é externo à ela. Se analisarmos o que ela vivenciou quando criança, o que escutou dos pais e parentes, o que viu eles fazendo, chegaremos facilmente a entender o problema dela. Quando criança ela escutou inúmeras vezes que a vida era uma luta pela sobrevivência e que só ganhavam para sobreviver. Isso ficou gravado profundamente na mente dela. E como a consciência se manifesta na realidade ela criou essa realidade a vida toda. Até entender isso e mudar de estado de consciência. Isto é, mudar a crença que tinha sobre a vida e o dinheiro. Perguntando para essa pessoa qual a importância que tem um carro ou uma casa para ela, a resposta foi que não tinha importância. Essa resposta mostra como ela só quer sobreviver. Só que nem respondendo assim ela não percebia o quanto rejeitava tudo e só queria sobreviver. Agora atentem para o detalhe. Ela reclamava que não tinha dinheiro na quantidade que queria. Só que lá no fundo da consciência ela não queria ter, já que acreditava somente na sobrevivência. Mas, continuava reclamando que não tinha dinheiro. Bastou uma conversa de alguns minutos para resolver isso. Bastou analisar o que ela ouvia na infância e mostrar que a atitude dela como adulto coincidia exatamente com a crença da sobrevivência. E o problema foi resolvido.


É exatamente isso que acontece quando a pessoa diz que não está sentindo nenhuma mudança na vida prática. A mudança só acontecerá quando mudar o conteúdo da consciência. O que a pessoa acredita que é a vida. A questão é que a resistência à mudar o estado de consciência é tremenda. Rever as crenças sobre a vida é de fundamental importância. A vida da pessoa é exatamente o que ela pensa que deve ser. Tudo que ela pensa e sente se torna real na vida dela. Mais cedo ou mais tarde. Se algo não dá certo basta olhar para dentro e perceber o que sente. Isto é autoconsciência. Sentir que sente. Para que a vida prática possa mudar é preciso mudar a forma de pensar/sentir. Mudando isso inevitavelmente o resultado aparecerá mais cedo ou mais tarde. Por isso é preciso paciência até que a energia criada anteriormente possa ser mudada para a nova energia. O novo estado de consciência. Paciência é a chave do sucesso em qualquer coisa. E isso é o contrário de ansiedade e pressão. Sempre que se coloca pressão para se obter algo o resultado é contrário. Porque? A ansiedade é medo do futuro. Quando emanamos medo atraímos exatamente isso. O que tem dentro da consciência da pessoa? Medo de algo. É isso que atrairá. Tudo que está na consciência por um tempo determinado acontecerá. Não se pode elaborar na mente algo sem que isso seja criado na realidade. Caso não queira isso é preciso cancelar o pensamento imediatamente.


Dá trabalho fazer isso? Com certeza, mas é a única forma de controlar o que se cria. Pensar exatamente no que se quer criar. A entropia psíquica é inevitável caso não se controle a mente. Entropia é a perda de energia; a tendência à desordem. É por isso que se deixarmos a mente sem controle os pensamentos negativos aparecem imediatamente. Controlar a mente é a única solução que existe. Um único pensamento cria a realidade. Mais cedo ou mais tarde. Um único pensamento que tenha 100% de certeza de que é real. De que está criado. De que está feito. Então basta soltar tudo e trabalhar com todas as portas que se abrirem. Tendo certeza de que está feito e virá no devido tempo. Sem ansiedade e pressão. E esta é a questão. Quando se sente que se tem de ganhar de qualquer jeito está se criando exatamente o contrário. A pressão de ter que ganhar impede que se ganhe. Se um vendedor entender isso não há limite para o que pode ganhar. Não por pressão em nada. Porque isso é contraproducente. Acontece o contrário. Para que por pressão se basta um pensamento/sentimento para criar a realidade? Mas, quando se quer que a realidade se transforme instantaneamente isso não acontece. Porque não é assim que funciona o universo. Tudo que foi criado anteriormente precisa ser resolvido. Limpar a energia. Para que uma nova realidade possa surgir no lugar. E sempre é preciso avaliar o que se tem realmente na consciência que está criando aquilo. Basta fazer uma lista de tudo que se acredita, gosta ou rejeita, para se saber o que se acredita. Em todas as áreas da vida.


Quando há resistência à mudar alguma coisa na consciência a pessoa faz muita força para que isso não mude. É o que se chama “puxar o freio”. Isso é feito de forma consciente ou inconsciente. Não importa. A pessoa faz isso e o resultado aparece imediatamente. É o que acontece quando se fala que nada mudou ou que nada sentiu. Quando entra energia é impossível não mudar ou sentir. Um elétron quando recebe mais energia salta de órbita imediatamente. Imagine um ser biológico. A questão é que o elétron não resiste à energia que entrou e a pessoa resiste. Toda informação é energia e toda energia é informação. Como tudo tem de crescer e evoluir o que cada um tem de fazer é facilitar esse processo inevitável. Porém, quando se quer ficar na zona de conforto e mudar as condições de vida ao mesmo tempo está criado o impasse. Esse impasse é o "puxar o freio”. É quando se resiste ao crescimento. E isso é a coisa mais comum que existe. Vejam o estado da humanidade atual e percebam o quanto é a resistência ao crescimento e evolução. E tudo isso só depende do estado de consciência. Os conteúdos da consciência. Sugiro a leitura do livro “O eu e os mecanismos de defesa”, de Anna Freud.


Existe um assunto que é um exemplo perfeito de resistência à evolução. Está descrito detalhadamente no livro “Os senhores do clima”, de Tim Flannery. Neste livro você pode ver que apesar de toda a ciência mostrar a raiz do problema, mesmo assim a humanidade resiste à fazer qualquer coisa para resolve-lo. E todos já podem sentir o início das consequências. E mesmo assim é como se o problema não existisse.


Quando a informação entra na consciência, seja através dos olhos, ouvidos ou de uma onda de informação, a própria consciência da pessoa deve deixar passagem para essa nova informação se assentar na própria consciência. A pessoa precisa estar aberta para novas informações e novas consciências da realidade. Se vocês assistirem ao filme “Hannah Arendt” verão isso acontecendo no momento em que ela está assistindo ao julgamento e seu olhar vai mudando à medida que ela percebe como o mal é visto como uma coisa banal. A mudança do olhar dela mostra a informação entrando e se assentando. Ela mudou neste instante. Sua consciência ganhou mais complexidade neste instante. E quando ela saiu da sala sua visão de mundo tinha mudado. Ela tinha entendido como os outros pensam que é o mal. Uma coisa banal.


Um filme que mostra exatamente essa questão é “La solucion final”, Frank Pierson. Em inglês “Conspiracy” com Kenneth Branagh. É mostrado como o assunto é tratado de forma banal.


Portanto, basta que a pessoa faça uma autoanálise do que acredita sobre o mundo, a vida, e saberá instantaneamente o que está errado com ela. Porque não consegue os resultados que quer. Ela está conseguindo exatamente o que tem dentro da sua consciência. Existem eventos acidentais? Existem, mas são a exceção, que confirmam a regra. Basta lembrar que não existe tempo para a consciência. Passado, presente e futuro não importam. É um continuum. Mesmo que a pessoa não se lembre. Mas, se a pessoa olhar para dentro verá que a semente daquilo está plantada lá no fundo da consciência. Mudando isso muda tudo. No devido tempo. Sem pressão e ansiedade.


Existe um recurso de valor inestimável para toda pessoa. É o contato direto com o Todo. Deixar que a intuição flua sem impedimentos. Para isso é preciso silenciar a mente por alguns momentos. Deixar a racionalização de lado e ouvir o sussurro sutil da intuição. Que é a orientação do Todo. Isto é infalível. Só que para “ouvir” isso é preciso deixar o ego de lado. Caso contrário o risco é enorme de ser uma racionalização. Quando uma pessoa quer fazer algo e não sabe que decisão tomar é muito fácil racionalizar para decidir pela opção do ego. Que é fazer o que é mais agradável para o ego. Continuar na zona de conforto, não trabalhar, não estudar, etc. Tudo que impede o progresso. Por isso existe tanta dificuldade em sentir a intuição. Sem optar pela evolução pessoal decididamente é impossível sentir a intuição. Silenciar a mente é parar momentaneamente com o “tagarelar” incessante da mente que pula de um pensamento para outro sem cessar. São 70 mil pensamentos por dia. Numa atividade frenética. Aquietando isso logo vem à tona a “voz da intuição”. É um sentimento. Sente-se que aquela é a melhor forma de resolver o problema. Essa “voz” está à disposição o tempo todo. É a voz do Todo emergindo dentro dos microtúbulos das sinapses. Todos contam com a orientação do Todo o tempo todo. É uma decisão de cada um escutar ou não.


Adaptar-se às circunstâncias da vida é outra coisa fundamental. Tudo muda o tempo todo. Isso é normal. Essa adaptação é indispensável para a evolução. Se não mudarmos quando é preciso estamos pondo pressão para obter algo. É o salto quântico. Adaptação. Podem ver que sempre o ego é a questão principal. Abandonar as pretensões do ego é o que se chama de sabedoria. Soltar o ego. Deixar os interesses do ego de lado e fazer o que tem de ser feito. Isso é evolução. E o que é o ego? Uma crença. Exatamente outra das crenças que impedem o progresso da pessoa. Quando a pessoa deixa de pensar nos interesses do ego ela enxerga claramente o ego e como não fazer o que ele quer. E desta forma evoluir. Ninguém perde a identidade própria, mas o ego não é essa identidade. A identidade é a realidade última. E é nesta realidade última que está toda a solução dos problemas da pessoa. Só que esse é um longo caminho para a pessoa trilhar. Entender que o ego é uma crença é a crença mais difícil de se deixar de lado. O ego é uma construção mental. Ele não é a realidade. É a persona que usamos na vida prática. O papel que se desempenha socialmente. Quando isso é abandonado a pessoa “brilha”. É o que acontece com os grandes artistas. Eles deixam a realidade última atuar na vida deles e por isso “brilham”. 


Dentro de pouco tempo meu trabalho será disponibilizado em livros impressos. Gratuitamente. Gradativamente tudo será impresso. A quantidade de material disponível depende dos recursos para que isso possa ser feito. Tudo que é possível está sendo feito para atender à todos.

Hélio Couto
2014


segunda-feira, 18 de março de 2019

Camelo


Camelo

Temos uma muralha que cerca uma cidade. Caravanas chegam e partem o tempo todo. Quando anoitece as portas são fechadas e só sobra um pequeno buraco na muralha por onde podem entrar as caravanas atrasadas. É um buraco apenas suficiente para passar bem apertado um camelo. Que passará se ralando pelo buraco (fundo de uma agulha).

“E lhes digo ainda: é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que um rico entrar no Reino de Deus". Mateus 19:24

Quando se fala que é mais fácil um camelo passar pelo “fundo de uma agulha” o que se quer dizer é que é preciso soltar a carga para poder passar. Os apegos são o problema. É preciso tirar a carga do camelo para poder passar. Antes tem a carga, depois que tira a carga e passa, terá outros tesouros do outro lado. Todos entrarão no Reino dos Céus dependendo do tempo que levem para soltar. É apenas uma questão de dificuldade em soltar, não é uma impossibilidade. Basta soltar que fica fácil. (Não estou dizendo para ficarem na miséria e que assim entrarão mais fácil. Ficar na miséria e reclamar não adianta nada. A questão é onde está o coração da pessoa. É preciso bom senso e discernimento para entender o conceito. E não usar isso como uma fuga da realidade, pois assim não é preciso mais estudar e trabalhar).

Isso foi dito em “Guardai tesouros no Céu onde nem os ladrões podem roubar nem as traças comerem”. “Onde está o coração estará o tesouro”.

A questão não é a carga. É o que a pessoa faz com a carga. O que a carga significa para a pessoa? Qual a prioridade da carga? Desde que o coração não esteja com a carga, o tamanho da carga é irrelevante.

Sempre que uma pessoa quer ganhar, seja lá o que for, e puser toda a ansiedade, toda a pressão interna (do seu coração, do desejo) isso ficará mais difícil de acontecer (efeito Zenão). Quando a pessoa solta o resultado (aceita que o Todo dirija sua vida) ela não terá mais ansiedade nem porá pressão em conseguir algo a qualquer custo. Falando de outro jeito, quando aquilo não for mais importante que tudo, aquilo poderá vir para a pessoa. Quando se solta se tem. Quando se prende se perde.

É importantíssimo entender que o Todo não é mesquinho.  Ele é generoso ao extremo. O Todo cria (emana) de si mesmo (O Nada, O Vazio, em termos metafísicos) todos os elementos (da tabela periódica dos elementos da química). Portanto, o Todo cria tudo o que existe. Todas as riquezas do universo são pura energia transformada em algo material (sólido, luz congelada). Pode-se criar quanto ouro se quiser, quanto diamante se quiser, etc. Tudo é só energia transformada em algo.

O Todo nunca se deixa vencer em generosidade. É impossível isso acontecer. Quanto mais você dá mais você recebe. Mas, é preciso dar de coração. Dar por amor. Dar por política não funciona. Dar como um negócio não funciona. Dar para manipular não funciona. “Uma viúva foi no templo e deu a única moeda que tinha”. Isso é dar. (Atenção: não estou falando para darem tudo o que tem). Estamos explicando de uma forma que fique fácil de entender e foi a mesma coisa que o Mestre disse a dois mil anos. Não é literal. É uma metáfora.

Porém, se olharmos isso de outra forma teremos a seguinte situação. O que é mais importante para a pessoa? A sua vida, é claro. Não há nada mais precioso que a vida da pessoa (porque é o maior presente que o Todo dá para a pessoa). Se a pessoa quer dar tudo ela deve dar a sua vida. Prestar serviço aos demais. Ajudar aos demais incondicionalmente. (Isto não significa dar para os que são “espertos” (predadores) e querem explorar os demais). Se a pessoa põe sua vida à serviço do Todo, ajuda em tudo o que pode (isto deve ficar a critério de cada um e depende do bom senso de cada um, pois ajudar alguém e depois ficar reclamando que deu o dinheiro que tinha e agora está na miséria, não é ajudar ninguém. Se a pessoa reclama é porque não deu de coração. Este é um universo de livre arbítrio. Cada um faz o que quer. Deve fazer isso conscientemente e depois não reclamar.

Portanto, a questão não é a carga. É óbvio que cada um tem uma vocação, gosta de fazer determinada coisa. Empreendedores gostam de empreender e outros gostam de trabalhar para quem empreende. Cada função tem suas vantagens e desvantagens. Se um empreendedor é uma pessoa diligente (que trabalha com gosto e prazer) produzirá muito e empregará muitas pessoas. E todos ficarão satisfeitos tendo trabalho. E todos progredirão. E todos terão os recursos de que precisam para desenvolver seus talentos naturais (dados pelo Todo).

Se a riqueza vem do trabalho em larga escala (riqueza sempre vem da produção em larga escala) e isso na mente da pessoa é apenas uma consequência do trabalho (seu coração não está nisso), é perfeitamente normal que seja rico. Sempre considerando que todos os que trabalham devem ganhar um salário justo que garanta sua vida. É muito importante considerar o tamanho da mais valia para definir um salário. Quem entendeu o que estou explicando não terá nenhuma dificuldade em definir o quanto é uma mais valia em que todos ganham justamente. (Uma postagem pequena não é um livro de economia). A questão é o conceito do que significa o camelo passar pelo fundo da agulha.

Como também até onde vai a toca do coelho!

Hélio Couto
2015
Site: www.heliocouto.com
Vídeos: www.cursosheliocouto.com.br

domingo, 17 de março de 2019

Alegria e Dinheiro





Alegria e Dinheiro 
(Texto de 2012)

Sempre escuto que as pessoas não conseguem aplicar a mecânica quântica na vida prática. Por isso decidi postar artigos sobre como usar na prática os conhecimentos adquiridos pela física no século XX.


É preciso entender primeiramente uma coisa. Existem aqueles que não entendem e estão sinceramente tentando entender. E existem aqueles que não aceitam as descobertas da física. Para estes não há remédio no momento. Só o tempo resolverá isso. Como disse um físico: “a física avança funeral após funeral”. Porque os que já estão instalados não querem mudar nada. Amit Goswami também fala disto no seu último livro. É muito difícil fazer alguém entender alguma coisa, desde que o salário dela depende de não entender o assunto. Traduzindo: quando seu salário depende de continuar na física clássica, você fará de tudo para não entender.


Um garoto de 9 anos de idade após ouvir uma aula sobre mecânica quântica disse: “o átomo é vivo”. Os de 15 anos não aceitam as descobertas.


Portanto, a resistência em entender é uma questão de paradigma. Não de ciência. É: não aceito como o universo é. Uma atitude emocional de rejeição. Um ego gigantesco.


Depois de mais de 50 palestras no mesmo local, 26 DVDs e 3 livros até agora (TEXTO DE 2012), explicando detalhadamente todas as variáveis de como obter o sucesso em tudo que se quiser, o que falta? Sobra o não aceito. Simplesmente. 


No caso da alegria, que é um aspecto fundamental do universo, isso fica mais do que patente. Porque se coloca o foco nos aspectos negativos da existência? Porque se fala de problemas? Porque se discute? Porque se escolhe a pior opção em termos de felicidade pessoal? Porque se escolhe o pior emprego? Porque se escolhe o pior relacionamento? Porque se sabota a saúde de todas as formas? Porque se perde dinheiro em todas as formas de sabotagem possíveis? Porque se apegam a tabus e preconceitos que só geram infelicidade? Tudo isso impede a alegria e com isso impede toda a possibilidade de crescimento e evolução.


Uma cliente disse que o Hélio “pegou pesado na palestra”. O que ela quer? Que “passe a mão na cabeça”? O trabalho do Hélio é promover o crescimento de todos. Somente a verdade faz com haja evolução. Atentem para a preguiça e a zona de conforto. É nisso que está uma grande parte do problema. Resistir ao crescimento só trará problemas mais cedo ou mais tarde. E isso significa perder dinheiro também.


Vamos ao tema de hoje.


Alguns anos atrás fiz um trabalho numa agência de um banco em Santos. Aplicando a Ressonância na maioria dos funcionários e na própria agência. Em dois meses houve um aumento de 140% no resultado da agência.


Hoje em dia fala-se muito sobre a importância da alegria para se ter os resultados que se quer. Principalmente em termos de prosperidade econômica.


A alegria que gera dinheiro e prosperidade é aquela da nossa mais profunda essência. Uma alegria visceral, que vem do mais fundo de nós.


Quando temos essa alegria?


Quando fazemos o que nos realiza. Quando temos um perfeito equilíbrio bioquímico entre neurotransmissores e hormônios. É perfeitamente possível alcançar isso. Pode parecer utópico, mas não é. Claro que se a pessoa está a muitos anos na tristeza ou desespero silencioso, levará um tempo para reverter isso. Pouco tempo se a pessoa se dispuser a dar uma chance para a sua própria felicidade. E isso dá muito resultado em termos de dinheiro.


Um sentimento de poder total, autoconfiança total, de fazer o que se gosta, de fazer o que nasceu para fazer, de autocontrole total, de entender como funciona a vida “como ela é”. Como dizia Joseph Campbell.


Dinheiro é pura consequência desta alegria. Impossível não ter o dinheiro que se precisa quando se tem a alegria mais profunda. A alegria de estar em fluxo com a Vida. Celebrando a Vida em todos os momentos.


Um cliente que mora no exterior comentou comigo estes dias, que foi promovido a gerente de uma filial da seguradora onde trabalho. É um bom desafio. O que ele disse: “Será um grande aprendizado de qualquer forma”. Essa é a atitude do vencedor. Ele tem 24 anos. Este é aquele corretor do qual a cliente disse para um gerente de banco, que falou que se ela não fizesse seguro na agência pagaria mais juro no financiamento da casa. Ela respondeu: “Não importa, quero fazer seguro com ele”. Imaginem o atendimento que ele dá! Como se pode dar um atendimento que gera essa atitude de uma cliente? Com alegria. Dando o melhor de si para o melhor negócio para o cliente.


Essa alegria nasce de um alinhamento com a Força; para usar um termo criado por George Lucas. Parece abstrato? Dizem que o átomo é abstrato! Viram o que dá para fazer com essa abstração no dia 6 de agosto de 1945?


A mesma coisa com o dinheiro. Aumentam o seu faturamento, seus recursos, seus clientes, seus negócios, sem parar. E isso é uma coisa que se pode reproduzir sempre que se quer. Não é sorte nem azar. É o que se chama um protocolo. Sempre dá resultado. 


A meditação também leva a este estado com a devida aplicação.


É possível mudar a vida para se chegar a esse estado? Claro que é. Todos podem conseguir. Para que todos possam chegar nessa alegria o mais depressa possível é que apareceu a Ressonância. Tudo pode ser acelerado, exponenciando sem cessar.


Esse sentimento de fluxo está ao nosso alcance o tempo todo. Pode ser sua natureza se quiser. Aquele sentimento de fundo que os psicólogos falam. O sentimento que permeia todo o seu ser. Desta forma a energia passa por você (por dentro) e cria tudo que se pensa, sente e deseja.


Quando se dá o tempo necessário para a transformação energética que a Ressonância produz, esse resultado é inevitável. Certeza absoluta. Este é o caminho que trilhei. É vivencial. É verdade. Eu vivo isto o tempo todo. Você também pode. 


O Observador
Canalizado por Hélio Couto
Texto de 2012

sábado, 16 de março de 2019

Como se desenvolver espiritualmente




Como se desenvolver espiritualmente?

Alguns clientes fazem esta pergunta.

A resposta é simples. Ajudando os irmãos as saírem das trevas da ignorância.

A causa de todos os males que afligem as pessoas e sociedades é a ignorância de como é a realidade última do Universo. É preciso ter contato direto com a Realidade Última. Sem intermediários. Sem estórias.

E para isso é preciso apenas pensar. Só isso. A coisa que o ser humano mais abomina. O ser humano foge de pensar com todas as forças que tem. E assim ele é muito fácil de ser manipulado. Em vez de analisar ele aceita tudo que é dito e escrito.

É preciso questionar, mas para isso é preciso que a criança seja criada para questionar. Estude filosofia. Faça trabalhos escolares que a desafiem a pensar.

E onde podemos encontrar a Realidade Última na ciência? Na Mecânica Quântica. E quando a entendermos? Dentro de nós mesmos.

Poderia ser pelo caminho mais simples: dentro de nós mesmos? É claro que sim. Só que a milhares de anos isso não está funcionando. A lavagem cerebral foi tão bem feita que a pessoa acredita que não consegue isso. É por isso que precisa da Física para chegar no Todo. Como escreveu Heisenberg: “A Parte e o Todo”.

Portanto, fazer o bem em última escala é buscar a verdade última custe o que custar. Custe dinheiro, relacionamento, etc. Tudo. Não importa quanto custe. É preciso chegar à fusão com o Todo. É a única coisa que importa na vida. O resto é passageiro.

Caridade é muito bom, mas se você der um prato de comida para alguém, terá de dar o resto da vida. Lincoln já disse isso: dê uma vara de pescar e ensine a pescar. É claro que quando alguém está morrendo de fome é preciso lhe dar um prato de comida, mas depois disso é preciso lhe dar um livro. Se ele não ler deixe que siga seu caminho. Você já fez sua parte.

O Universo tem a Teoria do Caos para colocar tudo nos eixos. Infalível. Mais cedo ou mais tarde a crise aparecerá, a falência, a doença, a guerra, etc. Então haverá crescimento, queira ou não queira. É cíclico. Leiam o livro: “Caos”. Quem já assumiu isso não tem nenhum problema quando chega o Caos. Aliás, é uma tremenda oportunidade de crescimento. Como simboliza o ideograma: crise é oportunidade.

Porém, quem fugiu do crescimento terá de enfrentar situações difíceis. Terá de crescer com dor. É inevitável. Faz parte da aprendizagem. É preciso dor? Claro que não. Só que aqueles que querem ignorar como é o Universo, terão de conviver com as conseqüências desta atitude. 


E quanto eu preciso fazer para crescer espiritualmente? Tudo.

E quanto eu tenho de dar da minha energia para isso? Toda.

E quanto do meu tempo eu tenho de despender nisso? Todo.

O que se pede é que a pessoa faça o máximo da sua capacidade. Simples.


Hélio Couto/ 2012

Direitos Autorais:
Copyright © Hélio Couto. Todos os direitos reservados.

Você pode copiar e redistribuir este material contanto que não o altere de nenhuma forma, que o conteúdo permaneça completo e inclua esta nota de direito e o link: www.heliocouto.com

segunda-feira, 11 de março de 2019

Protocolo II





Protocolo II


A RH é uma ferramenta para Iluminação Espiritual.

Quando se chega na Iluminação todos os problemas desapareceram.

Não é mágica nem magia.

É um longo trabalho de limpeza dos sete corpos. Tirando todas as impurezas, miasmas e energias negativas.

A Iluminação é feita passo a passo. Dia após dia. Elevando a vibração através dos pensamentos e sentimentos.

Elevar a vibração é cada vez mais ter amor incondicional por tudo.

É ser um canal para o Todo. Aton.

Somente quando não houver mais nenhuma energia negativa é que pode haver a fusão gradativa com Aton.

Nesse ponto não existe mais a vontade individual do ego. Só existe a vontade de Aton. Não há mais interesses pessoais. Só o amor de Aton. Este é o perfeito canal.

Para chegar neste ponto o caminho é longo. Isso não é para desencorajar ninguém. Pelo contrário. A unificação é possível. Apenas exige trabalho. A RH facilita esse trabalho.

Porém, existe a seguinte questão que precisa ficar absolutamente clara:

Estamos num planeta e dimensão extremamente negativos. Basta ver a história e os noticiários. Pessoas encarnadas e desencarnadas que não tem interesse na iluminação são contra os que estão no caminho da Iluminação Espiritual. Esses seres criam todo tipo de dificuldades para quem quer a Iluminação. É assim mesmo. Faz parte.

É evidente que se essas pessoas negativas estão no mesmo ambiente de trabalho daquele que está no caminho da Iluminação, criarão todo tipo de problemas. Todos que estão sinceramente no caminho da Iluminação recebem proteção. O que não quer dizer que a pessoa seja temerária. Isto é, se exponha ao perigo desnecessariamente. Este é um grande erro. Não se deve tentar Aton. É preciso ter discernimento.

Quando estamos limpando nosso ser, a energia negativa está sendo expulsa e transmutada, e quem é negativo que está perto não gosta disto. Quando se eleva a vibração afetamos todos ao redor. A Luz incomoda os negativos. O ambiente pode ficar tumultuado, alguns clientes podem desaparecer, etc. Tudo isso faz parte do caminho para a Luz. E novos clientes aparecerão, novos empregos, etc.

Conseguir coisas ou situações implica inevitavelmente em limpar os sete corpos. Caso contrário seria magia. Que não é o caso da RH. A magia é feita por outro ser que manipula a realidade para conseguir algo momentaneamente. Não houve nenhuma mudança na pessoa. O intermediário é que conseguiu o resultado momentâneo. Não fazemos isto em hipótese alguma.

Magia tem duração limitada e os problemas voltarão multiplicados. É assim que as pessoas aprendem que o caminho para a Luz não pode ter atalho. Tudo é consciência e tudo é atraído pela consciência da pessoa. Por isso é preciso limpar e mudar a consciência para a Luz.

Querer os resultados sem mudar interiormente é uma ilusão. Isso não existe. E a mudança interior leva tempo e dá trabalho. Mas, é o único caminho que existe para a felicidade do ser.

Só lembrando uma passagem da vida do Mestre Jesus. No fim da vida muitas pessoas falavam para Ele que devia usar o poder que dizia ter. O que ele respondeu: Que poderia invocar legiões de anjos, mas que não faria isso porque devia fazer a vontade do Pai.

Hélio Couto
Vídeos: www.cursosheliocouto.com.br


ATENÇÃO: SOMENTE AS CERTIFICADAS PODEM TRABALHAR COM A RESSONÂNCIA HARMÔNICA. PARA VER QUEM SÃO AS ÚNICAS PESSOAS CERTIFICADAS, ACESSE www.heliocouto.com/ressonanciaharmonica


Direitos Autorais:
Copyright © Hélio Couto. Todos os direitos reservados.
Você pode copiar e redistribuir este material contanto que não o altere de nenhuma forma, que o conteúdo permaneça completo e inclua esta nota de direito e o link: www.heliocouto.com

Protocolo I



Protocolo I 

Vejamos se fica claro como funciona a RH. 
Depois de 60 vídeos gratuitos da primeira fase e dos livros deve estar claro que a RH é uma ferramenta de Iluminação Espiritual. Como consequência as outras coisas podem vir no devido tempo. No primeiro áudio é colocada uma onda com os pedidos e a limpeza necessária para que o crescimento pessoal possa começar. Sem essa limpeza de tudo que é negativo é impossível ter crescimento. 

O que impede o crescimento pessoal: 

  • Zona de conforto 
  • Crenças limitadoras 
  • Rejeição ao crescimento em todas as áreas 
  • Auto-engano 
  • Negação da realidade última 
  • Fuga da realidade 
  • Crenças que não são reais em relação à como o universo funciona 
  • Separação entre “mundo” material e “mundo espiritual” 
  • Resistir à unificação com o Todo. 
  • Qualquer sentimento negativo 
  • Falta de sentimento de amor incondicional Etc. 


Tudo isto está explicado detalhadamente nos 60 dvds e livros. Já existem 8 dvds da segunda série. Os livros podem ser baixados gratuitamente no site: www.heliocouto.com/livros 

Quando a onda penetra no campo atômico ela vai diretamente ao inconsciente e procura resolver todas essas questões acima. É nesse ponto que começa a resistência à mudança. O ego resiste por todas as formas a qualquer mudança. Quer os resultados mas sem nenhuma mudança. Isso é impossível por definição. A consciência manifesta exatamente o que tem dentro de si. Se rejeita dinheiro não terá dinheiro ou arrumará n maneiras de perder ou não conseguir. Qualquer crença é manifestada na vida da pessoa. Para que algo venha a manifestar-se é preciso que a pessoa deseje intensamente e acredite que é possível. Evidentemente que se está faltando algo é porque a pessoa tem crenças limitadoras sobre aquilo. Podem ser crenças muito sutis de muito tempo atrás, mas muito eficientes em criar a carência que existe hoje. É justamente nesse ponto em que a auto sabotagem acontece. Basta a pessoa olhar para dentro ou para sua vida e ver o que pensa e sente para perceber porque sabota seu crescimento. 

Crescimento é uma coisa contínua. Não existe estabilidade. Só existe crescimento. Caso a pessoa não se sinta confortável com isso ela sabotará inevitavelmente. Caso a pessoa deixe o crescimento acontecer muitas mudanças acontecem imediatamente em todos os setores. O magnetismo da pessoa aumenta sem cessar e inúmeras “portas” se abrem. Ela deve agir, fazer, empreender, estudar, trabalhar, etc. 

A RH não é mágica nem magia. Ela não fará nada acontecer sem que a pessoa queira. É preciso mudar a forma de pensar para que os resultados apareçam. Caso a resistência aumente nada acontece até que a pessoa reconsidere suas crenças sobre crescimento. 

Um cliente relata que quando visualizava crescimento imediatamente vinha na sua mente a ideia de não merecer aquilo. Neste momento o crescimento era cancelado. Este cliente tinha sérios problemas para ter um crescimento continuo. Qualquer associação de algo negativo em relação ao dinheiro, felicidade, progresso, etc. fará com que nada de positivo aconteça. Qualquer associação de dinheiro com não evolução espiritual fará com que não entre dinheiro. Separar o lado espiritual do material é um erro comum. Isso faz com que o dinheiro desapareça ou fique muito difícil de ganhar. Não existe separação entre o lado espiritual e material. Tudo é uma coisa só. Quando a onda entra na primeira vez ela testa todas essas crenças e vê se a pessoa permite a mudança. Caso haja resistência haverá atraso na mudança. Até que a pessoa queira. O livre arbítrio da pessoa que decide. Enquanto ela não muda de forma de pensar nada pode ser feito. Ninguém ganhara à força, nem será feliz à força. Caso a pessoa fique no primeiro áudio e não faça mais nada, essa paralisia continuará até que ela resolva mudar. Normalmente são necessários vários áudios ou meses para que a pessoa resolva crescer. Muitas vezes a pessoa desiste de mudar e portanto não cresce. Acredito que seja óbvio que os mesmos pensamentos produzirão os mesmos resultados. Caso queira resultados diferentes é preciso mudar a forma de pensar. O conhecimento de algo entra no inconsciente da pessoa e fica lá armazenado até que a pessoa o utilize. Porém, se a pessoa resiste ao crescimento em todas as áreas esse conhecimento ficará lá esperando a condição adequada para poder ser utilizado. Uma pessoa pede um conhecimento e ele será utilizado para prejudicar outra pessoa. Esse conhecimento vem à tona? Não. Não vem. 

A RH só pode ser usada para o bem. Existe no universo um controle interno automático. Conhecimento só pode ser usado para o bem. Caso a pessoa não tenha esse sentimento não terá resultados com a RH. Acredito que isso foi n vezes explicado nos dvds e livros. Na segunda série de dvds estamos explicando praticamente só a questão da espiritualidade. Para que isso fique completamente claro. 

Sem trabalhar para o bem não haverá resultados. Isso é consciência e o universo é pura consciência. E o universo só funciona para o bem de todos. Quando a pessoa está deixando o crescimento acontecer e a onda trabalhar dá para ver nos olhos da pessoa o resultado da mudança interna. Os olhos são o espelho da alma. Isso é uma verdade. Os olhos brilham quando o amor aumenta internamente. Amor incondicional. Quando a pessoa coopera para o bem de todos. Portanto é muito fácil perceber quando está havendo resistência ou não.

Hélio Couto
www.heliocouto.com
Vídeos: www.cursosheliocouto.com.br


ATENÇÃO: SOMENTE AS CERTIFICADAS PODEM TRABALHAR COM A RESSONÂNCIA HARMÔNICA. PARA VER QUEM SÃO AS ÚNICAS PESSOAS CERTIFICADAS, ACESSE www.heliocouto.com/ressonanciaharmonica

Direitos Autorais:
Copyright © Hélio Couto. Todos os direitos reservados.
Você pode copiar e redistribuir este material contanto que não o altere de nenhuma forma, que o conteúdo permaneça completo e inclua esta nota de direito e o link: www.heliocouto.com

Videos editados I


Ninguém está autorizado a editar meus vídeos e fazer montagens, cortes, adições ou qualquer outra manipulação com as imagens das palestras.

Somente com autorização por escrito alguém pode usar minhas imagens.

Isso já foi dito na palestra passada e já postei sobre isso.

Quem está fazendo isso está prejudicando o trabalho.

Existe uma estratégia de divulgação feita por mim e que está sendo seguida à risca.

Todos os vídeos editados por outras pessoas devem ser tirados de qualquer mídia em que estiverem.

Postagens populares

Marcadores