sexta-feira, 5 de outubro de 2018

Arquétipos


Dentro da Psiquê Universal vivem os Arquétipos ou as Ideias Primordiais de Platão. São energias vivas, inteligentes e conscientes. Tudo que existe dentro da realidade tem um fundamento arquetípico. Todas as situações são arquetípicas. Como já foi dito: não há nada de novo debaixo do sol. Entender como funcionam os arquétipos é de uma importância extrema, pois é como saber o futuro. Os chamados Cisnes Negros são situações arquetípicas à espera de virem para esta realidade. Se entendermos como os arquétipos são e funcionam poderemos estar preparados para tirar o melhor de cada situação.

Qualquer situação pessoal já foi vivenciada por algum dos arquétipos. Todos nós estamos vivenciando um determinado arquétipo, seja o Herói, o Aventureiro, o Conquistador de Impérios, o Alpinista, o Jogador, o Palhaço, a Professora, a Empresária, a Cientista, os Símbolos, etc. Infinitas possibilidades de expressão da Psiquê Universal.

Todas as situações também são arquetípicas, tais como: competição entre empresários, cooperação entre pessoas, depressão econômica, crescimento econômico, turbulência econômica, desemprego, pleno emprego, invasão por conquistadores imperiais, ser o império que conquista, empresário de sucesso, empresário falido, funcionário de sucesso, funcionário fracassado, etc. Só para citar algumas das infinitas situações por que passam as pessoas. 

Sabendo-se o que está acontecendo é possível corrigir o rumo dos acontecimentos interagindo com o arquétipo em questão. Toda correção de rumo também é arquetípica. Todo problema tem solução, mais cedo ou mais tarde. Peguemos o dia a dia dentro do Império Romano: inflação, carência de mão de obra qualificada, baixo nível de nascimentos, crises internas e externas, ameaças de outros povos, problemas diplomáticos, insatisfação popular, epidemias, problemas políticos, criminalidade, baixa produtividade, etc. Se houvesse um jornal daquela época pareceria que estávamos vivendo no Império Romano. Já foi dito que a história se repete, mas não da mesma forma. Porém, as situações arquetípicas são as mesmas. Mudam os atores e vestimentas, mas a peça é a mesma. É por esta razão que é possível atuar para resolver ou minimizar os danos ou maximizar os lucros. Aqueles problemas do Império Romano onde estão agora? Não existem mais, entraram para a história. Nunca são mencionados. O mesmo acontecerá com as situações de hoje. Entretanto, podemos aprender das situações do passado, pois todas têm um fundo arquetípico. A soma de todas estas vivencias é um conhecimento extremamente valioso de como funciona a Psiquê Universal. 

Um pequeno exemplo: as vidas de Zeus, Hera, Afrodite, Apolo, Hércules, etc. tem algo em comum com o que estamos vivendo nesta vida. Esses arquétipos viveram situações arquetípicas e aprenderam com isso. Suas vivências e ensinamentos podem nos ser úteis agora e sempre. O objetivo deste projeto é propiciar análises destas situações e arquétipos para melhorar o desempenho do que é vivido atualmente.


Hélio Couto
2017
www.heliocouto.com

Projetos relacionados:

www.arquetiposemacao.com.br
www.mitologiaanalitica.com.br
www.mitologiacriativa.com.br
www.arquetiposesimbolos.com.br

quarta-feira, 3 de outubro de 2018

Psique I



Psique I
Jung explicou uma coisa extremamente importante sobre o inconsciente. A libido ativa os conteúdos inconscientes.

Ontem explicamos que a dinâmica entre o Conhecedor e o Conhecido é conduzida por Eros (Ver vídeo "EROS" em www.cursosheliocouto.com.br). Este Arquétipo fez com que tudo acontecesse em termos de expansão da consciência no universo. Sem esse sentimento não haveria troca e o Conhecedor não conheceria o Conhecido, nem o Conhecido poderia conhecer o Conhecedor. São preciso dois para que isso aconteça. A consciência se expanda em todos os sentidos. A união dos opostos que na verdade são complementares. O lado Yin do Uno e o lado Yang do Uno. As duas partes são o Uno que se divide sem nunca estar dividido.

O inconsciente é uma parte do ego que por sua vez é uma parte da Psique. Se nada acontece o inconsciente não se modifica nem vem à tona. Para que isso aconteça é preciso que uma energia penetre no inconsciente. Essa energia só pode ser a libido. Ela dissolve a couraça do ego e permite que o mar do inconsciente ondule. Dessa ondulação podem surgir duas coisas: a individuação depois de um longo trabalho de conscientização ou o lado negativo que livre da Psique é livre para escolher o poder pelo poder. De qualquer maneira o inconsciente não ficará parado por muito tempo. A Psique faz com que ele se mexa.

Vemos o inconsciente nas coisas práticas da vida. Ele se manifesta no concreto do dia a dia. Nas atitudes das pessoas aparecem os conteúdos inconscientes. Por isso para saber o que está inconsciente basta analisar os fatos. E saber que crenças sustentam o inconsciente. Quando o inconsciente é agitado acontece o que Jung chamava coagulatio (Ver curso de Alquimia em www.cursosheliocouto.com.br). A manifestação concreta do inconsciente. E nesse ponto é possível tratar essas questões inconscientes.

A libido também é vista como luz. Quando se fala de Iluminação também é disto que se fala. Entrou luz no inconsciente. Entrou energia. Libido é a energia criativa do universo. Ela que provoca uma emanação como o Big Bang. Ela injeta energia no universo o tempo todo mantendo sua estrutura e equilíbrio. Quando se fala sobre equilíbrio é o equilíbrio entre Yin e Yang em tudo o que existe. Desde uma poeira cósmica até um planeta avançado. Sempre que há apego do ego o equilíbrio foi perdido. O soltar é o equilíbrio. É o Caminho do Meio do lado positivo. O Caminho do Meio não é algo entre o Bem e o Mal. É o equilíbrio dentro do Lado Positivo. O soltar faz automaticamente que entremos no Caminho do Meio. Sem fazer esforço, porque quando fazemos isso é a Psique que assume o controle. Daí estamos no caminho da Individuação. Quando chegarmos na individuação a Árvore da Vida floresce novamente.

Hélio Couto
2016

terça-feira, 2 de outubro de 2018

Décimo segundo segredo da prosperidade



Décimo segundo segredo da prosperidade

Libido disponível

Esta expressão foi dita por Freud. É um conceito muito interessante.

Todo ser tem uma reserva de libido que pode ser usada para realizar muitas coisas. A libido é a energia que move as galáxias. É a energia vital. O Chi. O que faz a vida ser o que é. Mesmo quando a pessoa acha que não tem mais libido ela ainda tem um estoque. Não importa a idade da pessoa, este estoque de libido permite que a pessoa seja produtiva por muito tempo ainda. Quando um maratonista acha que não aguenta mais ainda existe mais uma reserva e ele pode dar uma disparada final. Muitos corredores sentem isso quando fazem o esforço final.

Quando essa energia não é utilizada a somatização vem através de irritação, depressão, sentimentos de falta de realização pessoal, falta de sentido da vida, tristeza, melancolia, revolta, desespero e todos os sentimentos negativos. Energia é uma coisa que tem de fluir pelo universo, pela vida. Energia parada cria nós, bloqueios, etc.

É uma energia criativa por excelência. Todo ato de pensar, imaginar, pró-atividade, agir, fazer, planejar, realizar é fruto desta libido disponível.

Da emanação original do universo surgiram as galáxias. Essa energia que forma as estrelas e sistemas estelares é a mesma energia que forma um ser biológico ou não. A libido é essa energia condensada. Na verdade, isso é um estoque infinito, mas todos podem sentir como libido disponível. O impulso da vida de realizar cada vez mais. Soltar o freio e deixar essa energia fluir fará com que a vida de qualquer pessoa tenha sentido. Foi isso que Joseph Campbell falou quando disse “siga sua felicidade”. Deixar a libido disponível fluir. A mesma coisa também foi dita por Wilhelm Reich quando definiu o conceito de couraça do caráter, que é o ato de impedir que a libido flua.

Nós negócios o dinheiro deve fluir, circular pela economia, haver trocas, produção, criação de riqueza, trabalho. Quando isso acontece é a libido circulando em forma de dinheiro ou produtos. Quando uma plantação cresce é a libido sendo expressada pelos vegetais. Quando tudo progride é a libido em ação. Portanto, libido disponível tem de se expressar como crescimento e evolução. Existe uma tremenda quantidade de energia disponível para realizar tudo que é necessário na vida de toda pessoa. A resistência a deixar fluir é que cria todos os problemas que se vê pelo mundo.

Este é um conceito muito amplo e vale a pena gastar um pouco de tempo para pensar sobre ele.

Hélio Couto
2016
Da série "Segredos da Prosperidade".
Site: www.prosperidadeeterna.com.br

quarta-feira, 26 de setembro de 2018

Libido I

Libido I

O conceito de libido é muito amplo. Normalmente pensa-se que é só sexo. Libido é a energia que move tudo. É o Chi, a energia vital que mantém tudo vivo. Desde uma partícula elementar até aglomerados de galáxias.

Eros é o Arquétipo que provoca a interação entre tudo o que existe no universo. Desta forma há crescimento de qualquer forma.

Quando foi explicado que a libido faz com que o inconsciente se agite, libere conteúdos, solte a couraça, baixe o escudo, dissolva os nós, estava implícito todas as outras formas de ação da libido e não apenas a sexual.

Quais as formas de abrir o inconsciente?

Tudo que é feito com muita intensidade abre o inconsciente, tanto para pôr conteúdos, quanto para libera-los. Como é um “depósito” muito profundo de energias vivas, para se chegar lá é preciso muita intensidade energética para interagir com o que está reprimido ou programado. Ações superficiais nem arranham a superfície dele. Por exemplo: os traumas são gravados porque tem forte intensidade energética e de dor. E para serem desgravados precisam de uma energia igual e contrária.

Trabalhar abre o inconsciente. Só que é trabalhar muito. Sem medir horários nem tarefas. A intensidade do gasto energético trabalhando é que faz com que abra. Um trabalho normal não faz isso. Trabalhos estressantes, perigosos, guerra, fazem essa abertura. Portanto, se a pessoa trabalhar intensamente neste nível, ela abrirá e poderá acessar os conteúdos, interpretar, libera-los e integra-los.

Outra forma é estudar muito. Com a mesma intensidade descrita acima. Por exemplo: ler sem parar por 5 anos seguidos. Dia e noite. Também provocará uma mudança profunda.

Passear com a mesma intensidade. Escalar o Everest, navegar no mar sem muita proteção, um safari com riscos reais (para fotografar), aviões pequenos, tudo que for intenso abrirá. 

Diálogo profundo e duradouro. Conversar aprofundando o nível de conversa, sem horários fixos (Jung e Freud conversaram por 13 horas seguidas na primeira vez. Tem caso de cientistas que conversaram por 3 dias seguidos.) Uma música do Luís Miguel fala sobre conversar um ano inteiro. Não são diálogos de minutos. São horas sem fim. Quando se dialoga sobre um tema e uma das pessoas adota a posição de mostrar todas as variáveis, o outro chega num ponto em que o cérebro tem de dar um salto qualitativo. O que Prigogine chamou de Teoria das Estruturas Dissipativas. Ou salta ou decai. Esse tipo de diálogo abre o inconsciente. Pois não é possível conversar assim sem dissolver a couraça.

Devo ressaltar que não estou dizendo para fazerem essas coisas acima sem um acompanhamento profissional terapêutico. Abrir o inconsciente é uma coisa que requer muito cuidado para elaborar os conteúdos e integra-los na personalidade. O que estou mostrando é que libido é muito mais que sexo. Todas as atividades acima têm um componente imenso de libido e de Eros. Tudo que é um ritual de morte/renascimento tem Eros comandando.

Qual a vantagem de integrar o inconsciente? Imensa. Quando se entende que a Psique é a Centelha Divina e que a liberação e integração do inconsciente faz com que o ego se identifique com a Centelha, fica claro a importância disso. Nesse ponto todos os problemas pessoais estarão resolvidos. Pois, haverá uma nova visão de mundo. As contas a pagar podem continuar lá, mas a visão sobre isso e a solução serão vistas de outra forma. As soluções aparecerão quando se entrega tudo para a Centelha Divina dentro de cada um. Entregar a vida para a Centelha não é uma coisa intelectual. É um sentimento de unidade cósmica. Não é uma fuga, nem mágica, nem magia. Todos os problemas deste mundo continuarão, mas a abordagem será completamente outra. É uma transformação profunda onde não há mais interesses particulares. Todos os problemas deste planeta têm solução, mas é preciso que um número significativo de pessoas deixe a própria Centelha Divina assumir a vida da pessoa. Isso é o que inúmeros filósofos, místicos, explicaram desde 6 mil anos atrás. E isso até hoje não foi aceito. Todo o trabalho de Jung e Campbell foi explicar isso. Documentando exaustivamente essa tentativa de explicar para a humanidade que só aceitando o Self há solução. A terminologia pode ser outra, mas é exatamente disso que estão falando. E muitas vezes falaram claramente.

Não existe uma Psique independente de tudo o mais. A Psique é a Centelha. É o Self. Nosso ego está dentro da Psique. Como se a Psique fosse o Sistema Operacional e o ego um programa aplicativo que está rodando. Quem controla tudo em última análise é a Psique. Por isso eles viram que todos os conteúdos arquetípicos, mitológicos, os sonhos, tem o mesmo fundamento. Foi por isso que puderam identificar os Arquétipos em ação em tudo desde os primórdios do homem na Terra. Essa “coincidência” só é possível porque só existe uma Psique. Tudo o mais está dentro dela. Todas as consciências existem dentro de uma mesma Psique. É como se todos os computadores do mundo usassem o mesmo sistema operacional que não está instalado em cada máquina, mas que existe virtualmente e todos podem acessa-lo, rodando os programas que quiserem, mas todos sob controle do mesmo sistema operacional. Acho que assim fica claro para entender o que é a Psique.

Pode-se pensar que cada um tem uma Psique, mas não é assim. O ego é diferenciado, mas todos os egos estão dentro de uma única Psique. O ego no início é um indivíduo. Quando há a fusão com a Centelha o ego fica individuado, isto é, tornou-se um com a Centelha. A Psique assumiu todo o controle daquele ego. O ego não sumiu (ninguém precisa ter medo disso), mas agora ele vê, sente, percebe, age, raciocina, de acordo com a Psique.

É nesse ponto que é possível a tão almejada felicidade pessoal. A alegria, a prosperidade e tudo o mais que é bom.


Hélio Couto
2016
Vídeos: www.cursosheliocouto.com.br
Site: www.heliocouto.com








sábado, 15 de setembro de 2018

Apagar memórias ruins


Apagar memórias ruins

A revista Super Interessante de outubro de 2012, traz uma matéria sobre as pesquisas para apagar memórias ruins seletivamente. O neurocientista Karim Nader está fazendo a pesquisa. Descobriu que se bloquear uma proteína apaga a memória que está sendo lembrada naquela hora. O neurologista Todd Sacktor, da Universidade Columbia, encontrou a proteína PKMzeta. 


Outra pesquisa da McGill University e da Harvard Medical School descobriu que o propranolol, usado para pressão alta, altera memórias inibindo a atividade de neurotransmissor norepinefrina.

Sugiro a leitura do artigo inteiro.

Em relação à memórias armazenadas no Corpo Emocional, é possível limpar este corpo, deixando apenas o Corpo Mental intacto. Desta forma a pessoa conserva a memória do fato sem a carga emocional destrutiva. Preserva-se todo o aprendizado e experiência sem o transtorno emocional. Isso é o que faz a Ressonância Harmônica. A pessoa está livre para crescer e evoluir sem estar paralisada pelos traumas, sejam quais forem. Isto permite a cura total. Existem centenas de milhões de pessoas com esse problema.

Os casos de Personalidade Múltipla são típicos de traumas contínuos ou não. Todo evento causa a gravação de um engrama no cérebro. Neste engrama estão todas as percepções daquele momento: sons, imagens, sabores, tato, olfato, sugestões etc. Tudo é gravado num único registro. Fica como um banco de dados relacional. Qualquer uma destas informações pode ativar novamente a memória do trauma. Quanto maior o trauma, mais a consciência criará compartimentos para armazenar esses engramas e conscientemente “esquecê-los”. Isso cria “departamentos” na consciência, que são “personalidades independentes”. Isso é que dá a ideia de personalidades múltiplas. Podem ser criados N destes “departamentos” com traumas específicos, acionados por um “gatilho”, que pode ser uma palavra, som, toque, movimento, etc. Se uma pessoa for sistematicamente traumatizada, ela poderá ter dentro de si inúmeras personalidades, programadas ou não, capazes de agir sem a consciência total da ação. Temos desta forma robôs humanos dormentes, capazes de serem ativados a qualquer momento para executarem uma determinada programação. Essa programação pode ficar dormente por décadas sem nenhuma perda de eficiência.

Desta forma vejam que se um trauma não for curado ele dominará a vida da pessoa para sempre. Percebem a conexão que existe entre isso e a autossabotagem? Sempre que chega num determinado ponto um comportamento é ativado e destrói tudo que estava sendo construído. 

Ainda bem que existe solução para tudo isso.

 (Nota da Equipe: No vídeo "O Perfil do vendedor de sucesso", o prof. Hélio Couto explica como apagar essas memórias. Para quem tiver curiosidade, está na EAD: www.cursosheliocouto.com.br)


Hélio Couto
02/10/2012



terça-feira, 11 de setembro de 2018

Prosperidade III



Prosperidade III




Uma ciência que estuda como é a realidade, como a Física, inevitavelmente tem de explicar como é a realidade última da nossa realidade. Traduzindo: O que é esse mundo em que vivemos? Onde estamos? Existe algo mais do que percebemos?

Nós só vemos 10% do espectro eletromagnético. Só enxergamos 10% do que existe na à nossa volta. Seja nosso quarto, sala, cozinha, escritório, etc.

Existe algo a mais do que esse espectro eletromagnético?

Nós vivemos num mundo de ondas, de frequências eletromagnéticas. Essa percepção de uma realidade sólida é pura ilusão dos sentidos. Estamos presos dentro de um corpo que tem sérias limitações de percepção. Um cachorro escuta mais do que nós, por exemplo.
O que os físicos sempre evitaram foi pensar no que significa cada descoberta da Mecânica Quântica. É muito mais cômodo ficar dentro da ciência pura ou tecnologia do que pensar em filosofia e metafísica. Isso mexeria com muitos interesses estabelecidos no mundo. Giordano Bruno foi queimado vivo na Inquisição por pensar livremente, falar e escrever. E qual foi o motivo da sua condenação? Dizer que existe vida em outros planetas! Bem, isso até hoje é motivo para acabarem com a reputação de alguém. Não se usa mais queimar fisicamente, mas por numa penitenciária como fizeram com Reich, ainda fazem.

O famoso físico Steven Weinberg disse uma vez: no seu quarto existem infinitas realidades. Todas com frequências diferentes. (Estou citando de memória).

Se todos os átomos são ondas também, como já foi provado, em última instância só existem as ondas. Toda a realidade é pura onda. Pura freqüência. A separação material é pura ilusão. Essa dimensão nossa é apenas uma das inúmeras dimensões existentes. E tudo que é onda é informação também. Energia e informação. É apenas uma questão de estrutura atômica, as constantes cósmicas, ter uma matéria mais sutil ou não. Por exemplo: a distância entre a nuvem de elétrons e o núcleo. Nos átomos da nossa dimensão física já praticamente só existe espaço vazio. Se o núcleo fosse do tamanho de uma laranja ele estaria em São Francisco e a primeira camada de elétrons em Nova York. Para vocês terem uma ideia de que só existe espaço vazio praticamente. O que dá essa ideia de massa são as quatro forças fundamentais: força forte, força fraca, eletro-magnetismo e gravidade. É pura percepção o que nós achamos que é sólido. Na realidade não existe nada sólido, nem massa, nem matéria. Só existem ondas. Na realidade última.

Muito bem. Qualquer pessoa já ouviu falar, leu, viu no cinema, sobre espíritos, fantasmas, aparições, postergeits, assombração, espectros, mortos-vivos, feitiçaria, vudu, benzimento, maldições, amarração, percepção extra-sensorial, viagem astral, projeciologia, experiências de quase-morte, reencarnação, mau-olhado, etc. Inúmeros fenômenos não explicados pela ciência. Porque a ciência só se interessa pelo que pode medir, pesar, testar em laboratório, pelo que pode perceber pelos sentidos basicamente. Essa é a visão materialista. É incrível como a ciência pode usar o aspecto onda da realidade para construir toda essa parafernália eletrônica e ainda continuar materialista, reducionista, mecanicista, bio-molecular, etc. Na prática ignora-se completamente que essa realidade material já foi totalmente revista pela Mecânica Quântica. Precisaremos de quantos séculos para que a ciência assuma a visão do que significa cada experimento da Mecânica Quântica?

Enquanto isso, vamos aos fatos da vida real. A ciência pode negar o quanto quiser, mas qualquer pessoa que vá num centro espírita, de Umbanda, de Candomblé, num vidente, num médium, etc., terá comprovação experimental imediata sobre a existência de outras dimensões da realidade. Com frequências diferentes da nossa. Uma faixa de freqüência diferente da nossa. Só isso. Com novas constantes de física. Um mundo totalmente novo, com novas leis de física, química, sociologia, economia, etc.. E cada faixa de freqüência é um mundo novo. Cada vez mais sutil, mas tão sólido para seus habitantes como é a nossa terceira dimensão para nós. Pura questão de percepção.

Na verdade todos esses mundos estão unidos e entrelaçados. O tempo todo. Não há nada separado no Universo. Todas as dimensões se interpenetram. Estamos em todas elas ao mesmo tempo. O que separa é a percepção. Os médiuns são pessoas que tem o meio de acesso a outras dimensões. São canais abertos. Só isso. São meios de comunicação. Cede seu aparelho físico, seu corpo, para que seres de outras dimensões possam se comunicar fisicamente conosco.

A consciência não acaba. Ela é pura energia e energia não acaba só se transforma. Quando a consciência se separa do corpo, quando este pára de funcionar, ela continua vivendo em outra dimensão. E usando outro corpo de acordo com as leis de física da nova dimensão em que está. Todos transitamos pelas diversas dimensões. Pelo menos aqueles que sabem e que querem. Estamos num universo de livre-arbítrio. Você escolhe o que quer perceber. Isso significa que apenas sua percepção você controla. E olhe lá. Pois as técnicas subliminares podem por quaisquer pensamentos na sua cabeça e você achar que são seus! Mas, isso é assunto para outro dia.

No caso da Ressonância Harmônica, onde vocês acham que estão as informações? Onde está a informação de um Arquétipo? Onde está a informação de uma pessoa que já viveu a milhares de anos? Pela RH se prova toda a vida espiritual. Tudo pode ser comprovado pelas informações acessadas através da RH. Impossível separar o lado espiritual e a Ressonância Harmônica. Bem como da Mecânica Quântica. Mas, a ciência reluta ferozmente em assumir isso.

O problema sobra para as pessoas que vivem no mundo real. Todos estão entrelaçados com o lado espiritual. Queiramos ou não. Gostemos ou não. Aceitemos ou não. E o lado espiritual está afetando nossa vida o tempo todo.

O que vocês acham que acontece com um assassino, um alcoólatra, um drogado, quando morrem? Desaparecem? Deixam de existir? Vão pro descanso eterno? Onde? Esse descanso eterno, que falam nos funerais, é um lugar? Uma dimensão? O que é isso? Se for um lugar só pode ser uma dimensão diferente da nossa, certo? Com tudo aquilo que escrevi acima. Novas constantes cósmicas, etc. Por outro lado, temos aqueles que acreditam no Inferno. A questão permanece: isso é um lugar? Uma dimensão diferente da nossa? É eterno? Bom, lógico que o universo é eterno. Energia não desaparece. A questão é o conceito de sofrimento eterno conduzido por um deus. Mas, isso também é outro assunto para outro dia. Ainda estamos discutindo se existem outras dimensões ou não. A ciência diz que não. Os materialistas dizem que não. Mas, os experimentos mostram que sim. Como ficamos?

Voltando. Nós que vivemos nessa realidade tridimensional temos de conviver com as interferências do lado espiritual. Temos de resolver certas questões. Caso contrário, ficaremos totalmente à mercê dos seres que habitam essas outras dimensões. E isso afeta nossa prosperidade, negócios, dinheiro, saúde e relacionamentos. Tudo. Nosso negócio está indo muito bem e de um dia para outro os clientes não compram mais. Entram na loja e só fazem perguntas. Saem e compram na loja em frente, do nosso concorrente. Perdemos 80% do faturamento em um mês. O que acontece? A cliente que me procurou com esse problema era materialista. Não acreditava em nada. Mas, como estava falindo veio conversar. Havia uma interferência espiritual na loja dela. Retirada essa interferência tudo voltou ao normal. Isso foi feito em dias. Caso isso não fosse feito ela iria falir com certeza. Ou se atua no lado que é o problema ou não tem solução.

Lembrem-se de que em na realidade não existe separação entre as dimensões. É só na nossa cabeça que isso acontece. Só na nossa percepção e na nossa escolha de não ver a realidade.

E no caso dos alcoólatras, drogados e suicidas? Todos eles sofrem com interferências espirituais. Se essas interferências não forem anuladas as possibilidades de recuperação são inexistentes. A pessoa baixa sua freqüência com seus pensamentos negativos, isso permite um acoplamento de outra pessoa de baixa freqüência também. Uma onda interferindo com outra onda. Não há como evitar isso. É pura física. A pessoa do lado de cá baixou a guarda, abriu o canal e permitiu que outro a use para os fins que quiser. Geralmente um alcoólatra procura outro. É lógico. Se essa pessoa quer continuar bebendo tem de achar um meio de fazer isso. O meio é usar alguém deste lado para fazer isso. Isso é extremamente lógico. E fácil de provar. Quando se tira essa interferência a solução é fácil. Dá para resolver todos os casos de álcool, drogas e tentativas de suicídio, tratando-se o lado psicológico e o lado espiritual ao mesmo tempo. Sem isso a reincidência é inevitável.

Portanto, quando se faz pesquisa sem preconceitos, tabus, etc., com honestidade científica, não há como não descobrir o lado espiritual. É impossível não descobrir o lado espiritual porque ele é a realidade última. Basta ter honestidade intelectual. Sem pensar em emprego, carreira, faturamento, reputação, etc. Se pensarmos apenas nos resultados que queremos oferecer temos de trabalhar juntamente com o lado espiritual. É uma coisa só. Toda a realidade é uma coisa só. A verdadeira ciência é unificar os dois lados. Ciência e Espiritualidade numa coisa só. Isso é o que já existe no lado espiritual. Um dia será assim aqui também. Enquanto isso é uma escolha dos humanos de cá ignorarem ou não essa realidade. Mas, as conseqüências de ignorar não se farão esperar.

Hélio Couto
2012
Cursos: www.cursosheliocouto.com.br

Direitos Autorais:
Copyright © Hélio Couto. Todos os direitos reservados.
Você pode copiar e redistribuir este material contanto que não o altere de nenhuma forma, que o conteúdo permaneça completo e inclua esta nota de direito e o link: www.heliocouto.com

quarta-feira, 5 de setembro de 2018

Camelo

Camelo

Temos uma muralha que cerca uma cidade. Caravanas chegam e partem o tempo todo. Quando anoitece as portas são fechadas e só sobra um pequeno buraco na muralha por onde podem entrar as caravanas atrasadas. É um buraco apenas suficiente para passar bem apertado um camelo. Que passará se ralando pelo buraco (fundo de uma agulha).

“E lhes digo ainda: é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que um rico entrar no Reino de Deus". Mateus 19:24

Quando se fala que é mais fácil um camelo passar pelo “fundo de uma agulha” o que se quer dizer é que é preciso soltar a carga para poder passar. Os apegos são o problema. É preciso tirar a carga do camelo para poder passar. Antes tem a carga, depois que tira a carga e passa, terá outros tesouros do outro lado. Todos entrarão no Reino dos Céus dependendo do tempo que levem para soltar. É apenas uma questão de dificuldade em soltar, não é uma impossibilidade. Basta soltar que fica fácil. (Não estou dizendo para ficarem na miséria e que assim entrarão mais fácil. Ficar na miséria e reclamar não adianta nada. A questão é onde está o coração da pessoa. É preciso bom senso e discernimento para entender o conceito. E não usar isso como uma fuga da realidade, pois assim não é preciso mais estudar e trabalhar).

Isso foi dito em “Guardai tesouros no Céu onde nem os ladrões podem roubar nem as traças comerem”. “Onde está o coração estará o tesouro”.

A questão não é a carga. É o que a pessoa faz com a carga. O que a carga significa para a pessoa? Qual a prioridade da carga? Desde que o coração não esteja com a carga, o tamanho da carga é irrelevante.

Sempre que uma pessoa quer ganhar, seja lá o que for, e puser toda a ansiedade, toda a pressão interna (do seu coração, do desejo) isso ficará mais difícil de acontecer (efeito Zenão). Quando a pessoa solta o resultado (aceita que o Todo dirija sua vida) ela não terá mais ansiedade nem porá pressão em conseguir algo a qualquer custo. Falando de outro jeito, quando aquilo não for mais importante que tudo, aquilo poderá vir para a pessoa. Quando se solta se tem. Quando se prende se perde.

É importantíssimo entender que o Todo não é mesquinho.  Ele é generoso ao extremo. O Todo cria (emana) de si mesmo (O Nada, O Vazio, em termos metafísicos) todos os elementos (da tabela periódica dos elementos da química). Portanto, o Todo cria tudo o que existe. Todas as riquezas do universo são pura energia transformada em algo material (sólido, luz congelada). Pode-se criar quanto ouro se quiser, quanto diamante se quiser, etc. Tudo é só energia transformada em algo.

O Todo nunca se deixa vencer em generosidade. É impossível isso acontecer. Quanto mais você dá mais você recebe. Mas, é preciso dar de coração. Dar por amor. Dar por política não funciona. Dar como um negócio não funciona. Dar para manipular não funciona. “Uma viúva foi no templo e deu a única moeda que tinha”. Isso é dar. (Atenção: não estou falando para darem tudo o que tem). Estamos explicando de uma forma que fique fácil de entender e foi a mesma coisa que o Mestre disse a dois mil anos. Não é literal. É uma metáfora.

Porém, se olharmos isso de outra forma teremos a seguinte situação. O que é mais importante para a pessoa? A sua vida, é claro. Não há nada mais precioso que a vida da pessoa (porque é o maior presente que o Todo dá para a pessoa). Se a pessoa quer dar tudo ela deve dar a sua vida. Prestar serviço aos demais. Ajudar aos demais incondicionalmente. (Isto não significa dar para os que são “espertos” (predadores) e querem explorar os demais). Se a pessoa põe sua vida à serviço do Todo, ajuda em tudo o que pode (isto deve ficar a critério de cada um e depende do bom senso de cada um, pois ajudar alguém e depois ficar reclamando que deu o dinheiro que tinha e agora está na miséria, não é ajudar ninguém. Se a pessoa reclama é porque não deu de coração. Este é um universo de livre arbítrio. Cada um faz o que quer. Deve fazer isso conscientemente e depois não reclamar.

Portanto, a questão não é a carga. É óbvio que cada um tem uma vocação, gosta de fazer determinada coisa. Empreendedores gostam de empreender e outros gostam de trabalhar para quem empreende. Cada função tem suas vantagens e desvantagens. Se um empreendedor é uma pessoa diligente (que trabalha com gosto e prazer) produzirá muito e empregará muitas pessoas. E todos ficarão satisfeitos tendo trabalho. E todos progredirão. E todos terão os recursos de que precisam para desenvolver seus talentos naturais (dados pelo Todo).

Se a riqueza vem do trabalho em larga escala (riqueza sempre vem da produção em larga escala) e isso na mente da pessoa é apenas uma consequência do trabalho (seu coração não está nisso), é perfeitamente normal que seja rico. Sempre considerando que todos os que trabalham devem ganhar um salário justo que garanta sua vida. É muito importante considerar o tamanho da mais valia para definir um salário. Quem entendeu o que estou explicando não terá nenhuma dificuldade em definir o quanto é uma mais valia em que todos ganham justamente. (Uma postagem pequena não é um livro de economia). A questão é o conceito do que significa o camelo passar pelo fundo da agulha.

Como também até onde vai a toca do coelho!

Hélio Couto
2015
Site: www.heliocouto.com
Vídeos: www.cursosheliocouto.com.br

terça-feira, 4 de setembro de 2018

Auto-sabotagem III



Auto-sabotagem III

Quando tudo está indo bem e o progresso acontecendo, a pessoa estraga de uma forma de outra o que progresso que vem tendo. Pode ser batendo o carro, ficando doente, perdendo o emprego, etc. É um padrão que acontece sempre. Pára tudo e tem de começar de novo. Isso a vida inteira acontece até que a pessoa desiste.

As desculpas são as mais sutis possíveis. Nunca a pessoa é a responsável por aquilo. Sempre é vítima. Praticamente ninguém quer assumir que cria a própria vida com seus pensamentos e sentimentos. Ou em física: que colapsa a função de onda.

É muito mais fácil acreditar que houve um acidente de carro ou que tem uma crise financeira e perdeu o emprego por isso ou que a crise é que dificulta virem os clientes ou ...

Se a pessoa olhasse para dentro de si e visse o que escutou na infância, dos seus pais e parentes, professores e etc., entenderia o programa que está implantado na sua mente. Esse programa executa o que a criança aprendeu de todas essas pessoas. Tipo:

- A vida é difícil.

- Rico não vai para o reino dos céus.

- Quem é pobre nasce pobre e morre pobre.

- Pobre tem de saber o seu lugar.

- Tem de suar sangue para ganhar dinheiro.

- Homem não chora.

- Lugar de mulher é na cozinha.

- Mulher não precisa estudar.

- Se fizer isso ou aquilo vai para o inferno.

Etc.

Essa lista é infinita. Basta que a pessoa honestamente sinta seus sentimentos e saberá por que está criando a vida que tem.

E esse medo todo do sucesso por quê? Medo de que?

Uma cliente com mais de 15 anos de estudos iniciáticos continua com medo. Será que entende como é a vida espiritual ou não? Será que sabe como é a vida depois da morte ou não? Se souber, tem medo de que? Se souber deveria ter medo é de não fazer nada aqui. Das conseqüências da omissão, da fuga, da covardia, do não cumprimento dos compromissos assumidos. Isso sim seria motivo de medo. Chegar do outro lado sem ter cumprido o que prometeu é uma coisa horrível.

Aqui tem medo do sucesso, de agir, de crescer, de evoluir, porque podem fazer algo contra ela. Pede-se a consciência de Gandhi, mas tem medo de levar tiros como ele levou. Portanto não pede para não correr riscos. Por outro lado também não pede um dono de um negócio insignificante, porque é uma coisa sem expressão. A vaidade impede.

Então como ficamos? Nem um ser de luz nem um nada. Fica na média? E a média faz o que na vida? Nada. As descobertas cientificas foram feitas pela média? 

E assim a vida passa. Entra ano, sai ano e nada de novo acontece. E o tempo passa rápido. Quando vir já foi. E ai vem outra encarnação igualzinha. 

O que vocês acham que se descobre quando se descortina o currículo vitae encarnatório de alguém médio? Dezenas de encarnações sem fazer nada. Só que vocês sabem que existe um campo eletromagnético que controla isso. Quanto mais não se faz nada ou se impede o progresso, mais se agrega energia negativa, informação negativa, em nossos corpos espirituais. Tudo fica gravado. Isso trará condições piores na próxima vez. As coisas em vez de ficarem mais fáceis, ficarão mais difíceis. Isso não é castigo. É eletromagnetismo.

Lembrem-se de que o Pai não castiga. O Pai só ama. (Ou não acreditam nisso? A lavagem cerebral foi muito bem feita. Pense nisso.)

Os seres é que criam toda a dificuldade para si mesmos. Adiar o crescimento pessoal é a coisa mais comum que existe. E pode ser feito de mil maneiras, evitando ao máximo o crescimento real. A pessoa pode fazer cursos, viagens, leituras infinitas, iniciações, rituais, etc., e não agir para realmente mudar as condições de vida deste planeta. A questão é agir e fazer. Filosofar não levará a nada. E quando se age se cresce. E ai se age mais e se cresce mais. Isso desde um negócio pequeno até um enorme. Crescimento traz crescimento. Quando se estuda se entende com mais facilidade e se pode estudar mais. O que fará com que se entenda cada vez mais fácil e os saltos quânticos pode acontecer facilmente. Em todas as áreas é isso que acontece quando se age. O crescimento exponencia o crescimento. E ai vem o medo de como os outros reagirão. Como os parentes, amigos, colegas reagirão ao meu crescimento em qualquer área? E o medo da reação deles. A maioria fica na zona de conforto. Assim socialmente está de acordo com a média da sociedade. Fica no grupo em paz. Lembram do casal da periferia que está progredindo? E todos os parentes contra?

Lembram daquela pergunta que uma pessoa fez numa palestra passada, sobre o que os negativos podem fazer com quem cresce? O medo que está embutido nessa pergunta? Esse é o problema que está no fundo de toda sabotagem.

Na próxima palestra nós veremos essa dinâmica em ação. Terá de haver um posicionamento em relação à violência sexual contra a mulher.

Há muitos anos numa palestra perguntei por que as pessoas não se entregavam ao Poder Superior? Esse é um dos Doze Passos. Um jovem respondeu:

- Se nós fizermos isso eles nos matam.

Hélio Couto
2014


Direitos Autorais:

Copyright © Hélio Couto. Todos os direitos reservados.

Você pode copiar e redistribuir este material contanto que não o altere de nenhuma forma, que o conteúdo permaneça completo e inclua esta nota de direito e o link: www.heliocouto.com

Videos editados I


Ninguém está autorizado a editar meus vídeos e fazer montagens, cortes, adições ou qualquer outra manipulação com as imagens das palestras.

Somente com autorização por escrito alguém pode usar minhas imagens.

Isso já foi dito na palestra passada e já postei sobre isso.

Quem está fazendo isso está prejudicando o trabalho.

Existe uma estratégia de divulgação feita por mim e que está sendo seguida à risca.

Todos os vídeos editados por outras pessoas devem ser tirados de qualquer mídia em que estiverem.

Postagens populares

Marcadores